Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

A ELIZABETH TAYLOR DE GLASGOW

Novembro 07, 2021

J.J. Faria Santos

shuggie.jpg

Ela tem um cabelo negro ondulado, uma maquilhagem vistosa e uns dentes perfeitos, cortesia de uma prótese removível. (Quem disse que a beleza não precisa de encenação? E quem persiste na ilusão de que a beleza sobrevive intacta a todas as circunstâncias, sejam elas o fardo da condição social ou a miséria de uma existência turbulenta? E quem ignora que a beleza pode ser uma construção?) Agnes Bain, a Elizabeth Taylor de Glasgow, dependente de catálogos de compras a crédito (o mais benigno dos seus vícios), não prescinde do glamour com que provoca o despeito e a inveja das outras mulheres e a cobiça dos homens. É uma pessoa danificada, uma mulher orgulhosa e resistente, cujo rosto de estrela de cinema esconde uma fragilidade intrínseca. Um icebergue em forma de gente, um rosto que desafia o mundo, um corpo com uma dor submersa.

 

O romance de estreia de Douglas Stuart, que venceu o Booker Prize de 2020, chama-se Shuggie Bain (o filho), mas poderia chamar-se Agnes Bain (a mãe). É uma história de amor filial, incondicional, no seio de uma família desestruturada e o retrato de uma classe social enredada na pobreza e na vulnerabilidade. E se a condição de misfit do filho está sempre presente no romance, quer através do seu olhar sobre os outros, quer como receptor da brutalidade destes, é a via-sacra da mãe pela estrada do alcoolismo que comanda a narrativa. Agnes, portadora de um nome que remete para a pureza, a castidade e a docilidade, é um vulcão que se serve da cerveja e do tabaco como catalisadores de uma erupção que não poupa qualquer paisagem humana. Nem sequer a que se circunscreve à sua própria família, dividida entre a empenhada vigília filial em nome da preservação da sobriedade e a repulsa e a frustração pelas recaídas e pelas promessas vãs.

 

Colm Tóibín escreveu para a Bookforum que “à superfície, o romance é incessantemente sombrio. Os espaços domésticos, a paisagem arruinada, a maldade das pessoas, o bullying na escola, a ameaça constante da violência, concorrem para uma imagem de miséria. Contra isto, porém, há uma corrente subterrânea que se torna cada vez mais poderosa, à medida que Stuart, com grande subtileza, cria uma aura de ternura na relação entre o desesperado Shuggie e a sua ainda mais desesperada mãe.” A ternura pode ser um tremendo placebo. Como se canta no tema Try a Little Tenderness: “I wanna say that I’ve had my griefs / Oh, and I’ve had my cares / And just a good word  soft and gentle / Makes it easier to bear.”

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub