Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

O FUTURO QUE NÃO QUEREMOS

Setembro 17, 2019

J.J. Faria Santos

Num período de quinze anos, um governo militar apoiado pela Rússia toma o poder na Ucrânia, Donald Trump envia um míssil nuclear na direcção de uma ilha artificial chinesa provocando dezenas de milhares de mortes, uma crise bancária conduz a uma nova recessão, a Grécia sai da União Europeia, a Hungria entra em bancarrota e no Reino Unido a populista Vivienne Rook, que no ano anterior defendera a retirada do direito de voto a quem tivesse um Q.I. inferior a 70, alcança o poder em 2027. Em breve aplica-se na perseguição aos seus oponentes e, em resposta a catástrofes naturais, pressões migratórias e actos de sabotagem que resultam em pessoas deslocadas a necessitar de acolhimento e apoio material, contratualiza com empresas privadas “campos de concentração” para receber os pobres e os doentes.

 

A primeira-ministra Rook (Emma Thompson em grande forma) trata de explicar a uma audiência de potenciais candidatos à gestão destes campos que eles foram inventados pelos ingleses na Guerra dos Bóeres. Eram locais com excesso de lotação, pestilência e proliferação de doenças. E acrescenta com candura: “Por um lado era lamentável. Por outro lado, apropriado. Porque ocorreu uma selecção natural, e a população dos campos controlou-se a si mesma. Podem chamar-lhe negligência ou podem chamar-lhe eficiência”.

 

Em Years and Years a envolvência político-económica serve de enquadramento às desventuras da família Lyons, abordando as circunstâncias da monoparentalidade, da infidelidade, da deficiência, do activismo político, do desemprego ou dos conflitos geracionais. A questão migratória é particularmente desenvolvida, com contornos dramáticos, e o tom de distopia futurista é assinalado pela adolescente que se assume como trans, sendo que aqui o trans é de transumana (planeia fazer o upload da consciência para a Cloud) e não de transgénero. A ascensão de Rook segue o guião habitual dos populistas, explorando os receios do homem comum, debitando proclamações indignas sob a capa da coragem, apresentando o insuportável como incontornável e apontando o isolacionismo como solução, o cordão sanitário que nos salvará.

 

Years and Years é uma das mais estimulantes séries do ano, com a habitual competência técnica da BBC (em parceria com a HBO) e interpretações inexcedíveis. A vertiginosa sucessão dos anos e dos acontecimentos mundiais é contrabalançada pela atenção aos dramas íntimos, sempre pontuados por sensibilidade e sentido de humor, apelando aos valores comuns contra o isolamento. E sublinhando que as irredutíveis escolhas pessoais têm sempre consequências, porque a liberdade tem um preço.

 

Years and Years está disponível em hboportugal.com

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D