Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

O CANDIDATO ABJECTO

Novembro 07, 2016

J.J. Faria Santos

160125114628-donald-trump-quote-shoot-somebody-sup                                                    Fonte: cnn.com

 

Não é exactamente pela manifesta impreparação ou pela flagrante ignorância. George W. Bush, por exemplo, achava que o problema dos franceses é que não tinham “uma palavra para entrepreneur”, e que “a situação crítica da Califórnia” resultava de “uma falta de centrais energéticas e, depois, de uma falta de energia para dar energia à energia dessas centrais energéticas”. O que torna Trump verdadeiramente ameaçador é a ausência de escrúpulos, a leviandade com que propaga a mentira, a grosseria e a má-criação que usa como instrumentos de luta política, a forma como explora a xenofobia e o racismo. Carácter duvidoso, temperamento irascível e imprevisível, inexperiência em cargos públicos, predisposição para a exploração do populismo. Daqui resulta seguramente um demagogo, dificilmente um estadista.

 

Como notou o editor da Vanity Fair, Graydon Carter, o candidato republicano ofendeu “afro-americanos, nativos americanos, mexicanos, judeus, muçulmanos, heróis de guerra, familiares de heróis de guerra, deficientes, mulheres e bebés”. E, porém, continua taco-a-taco nas sondagens, aliciando um eleitorado aparentemente receptivo à vulgaridade e à incontinência, à mentira e à ignorância. A sua aura anti-sistema, o seu peculiar estatuto de milionário desbocado, o seu perfil de vingador dos espoliados da globalização parecem garantir-lhe a fidelidade de uma certa América ressentida e fechada sobre si mesma. E que, paradoxalmente, ao pretender recuperar uma grandeza que julga maculada rejeita os valores da sua celebrada excepcionalidade. Um cenário que incluísse Donald Trump na Casa Branca tornaria actuais as afirmações de George W. Bush ao New York Times em Janeiro de 2003: “Este é ainda um mundo perigoso. É um mundo de doidos e de incertezas e de potencial alienação mental.”

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D