Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

MELODIAS DE SETEMBRO

Setembro 12, 2013

J.J. Faria Santos

                          "Matinée de septembre" de Paul Émile Chabas

                                       (Courtesy of www.bertc.com)

 

Gilbert Bécaud em C’est en Septembre prefere a abordagem naturalista (as oliveiras sobrecarregadas, as uvas que ganham cor, a areia que arrefece) com pinceladas de reflexão sociológica (o fim da “grande feira das ilusões” com o regresso dos veraneantes às suas ocupações). É em Setembro, canta ele, “quando os veleiros são desvelados e a praia treme à sombra de um Outono esmaecido” que se vive na plenitude. Bécaud evoca um país que  abandona aos estrangeiros, em Maio, para ele mesmo devir estrangeiro ( Et je te laisse aux étrangers /Pour aller faire l´étranger moi-même / Sous d´autres ciels ), regressando em Setembro para uma praia que o reconhece. E para uma oliveira que o acolhe à sua sombra, abençoando o descanso do guerreiro.

 

Neil Diamond pegou no tema e fez uma versão marcadamente romanesca. September Morn   ( ou September Morning ) narra o reencontro de dois amantes. Começa com uma necessidade de contemplação que confirme o reconhecimento (Stay and let me look at you / It’s been so long, I hardly knew you / Standing in the door ). Muitas estações passaram. Percorreram, cada um por si, um longo caminho que os afasta do tempo do encantamento inicial. Mas essa distância não os fez esquecer os momentos que partilharam. Nas manhãs de Setembro, ele dedica-se a rememorar a noite em que dançaram até à alvorada.

 

Também se apela à recordação de uma dança em September dos Earth Wind & Fire. A evocação vai ao ponto de detalhar um dia específico do mês (Do you remember the 21st night of September? ). Aqui, supõe-se, tendo em conta a enérgica fusão de ritmos afro-brasileiros típica da banda, a dança afastar-se-ia da terna celebração do amor para se materializar numa eufórica extroversão da paixão ( Our hearts were ringing / In the key that our souls were singing. / As we danced in the night, / Remember how the stars stole the night away ). Lá mais para o final do tema, percebemos que aqui não houve reencontro porque nunca houve separação. O amor de Setembro perdura em Dezembro ( Now December found the love that we shared in September ).

 

Quando era jovem, canta ele (Sinatra ou Tony Bennett), cortejar as raparigas era um jogo de paciência ( I played me a waiting game ). Se a amada o desdenhava, deixava passar o tempo, enquanto tentava conquistar-lhe a afeição com lágrimas em vez de pérolas ( I plied her with tears in lieu of pearls ). E ela acabava por ceder. Mas é “longo o caminho de Maio a Dezembro” e os “dias encurtam quando se chega a Setembro”. Neste ponto, September Song , da dupla Kurt Weill/Maxwell Anderson, carrega na simbologia. É do envelhecimento que se fala. Já é Outono e não há tempo para jogos de paciência. A escolha está feita. Os escassos anos vintage, os dias preciosos, serão desfrutados com o amor de todas as estações (…these few vintage years I’ll spend with you / These precious years I’ll spend with you ).

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D