Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

A LÍNGUA VIPERINA E A PLUMA CAPRICHOSA (CLARA FERREIRA ALVES POT-POURRI)

Dezembro 27, 2012

J.J. Faria Santos

“Meu caro António Guterres (…) São sempre os pequenos gestos que nos perdem e as grandes indecisões que nos matam. (…) Cavaco Silva deixou o país em bom estado, o senhor deixa o país paralisado. Não hesite, uma última vez. Vá embora.”

 

                                                                              Expresso, 22/12/2001

 

“ (Durão) Barroso, um homem inteligente, não deixou herança nem reformou a pátria. Dele, o que conhecemos é a arte da fuga. Eleito para um cargo, sai antes de provar o seu falhanço ou a sua vitória, sai antes de ter de enfrentar as consequências da sua política e das suas escolhas.”

                                                                             

                                                                              Expresso, 3/07/2004

 

“O Portas andou a fotocopiar documentos secretos do Ministério da Defesa na véspera de sair de ministro? 61.893 páginas? (…) Nos Estados Unidos, país que Paulo Portas admirava galhardamente governado pelo seu amigo Donald Rumsfeld, ele estaria a responder perante uma Comissão de Inquérito. (…) E seria indiciado pelo procurador-geral e incriminado. E, provavelmente, posto na prisão.”

                                                                             

                                                                             Expresso, 17/11/2007

 

“Desde que o Presidente Cavaco foi eleito ainda não lhe ouvi uma palavra de jeito. (…) Cavaco permaneceu igual a si mesmo, modesto e frugal, limitado e deslocado, amarrado à âncora da sua ignorância. (…) Não estava à espera que ele fosse falar sobre o mundo complexo em que vivemos e vamos viver, com a perspicácia e a inteligência de um homem de Estado. Podemos tirar o rapaz de Boliqueime mas não podemos tirar Boliqueime do rapaz, dir-se-ia com crueldade.”

                                                                             

                                                                             Expresso, 9/08/2008

 

“Se o Partido Socialista existisse este Governo em breve deixaria de existir. (…) António José Seguro, o homem que passa o tempo ‘a deixar implícito’ que vai fazer isto e aquilo, tem os seus apóstolos (estão à espera do Pentecostes).”

                                                                             

                                                                              Expresso, 15/09/2012

 

“Meu caro (António) Borges, o senhor é um pistoleiro ao serviço do dinheiro. (…) Nunca produziu um livro que se visse, um pensamento, uma teoria geral. O senhor é um alto empregado do sistema capitalista internacional e nunca teve de se esforçar muito para compreender o mundo das pessoas que não têm a sua fortuna. (…) A condescendência que usa quando fala da estupidez e ignorância dos outros, todos os outros, sentado ao lado de inteligências como o Relvas, homem de muito estudo e procura de conhecimento, leva-me a concluir que como todos os pistoleiros, o senhor nunca critica a mão que lhe dá de comer e que não tem escrúpulo académico.”

 

                                                                              Expresso, 5/10/2012

 

“ O homem que tanto abomina a máquina do Estado, nunca parece ter hesitado em encostar-se à máquina quando lhe pareceu conveniente (Programa Foral, etc.). (…) O passado político de Passos Coelho nada tem de grandioso. É expeditivo, tem amigos expeditivos. Não é um bandido, não é um traficante. É esperto. Parece saber encostar-se.”

 

                                                                              Expresso, 8/12/2012

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D