Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NO VAGAR DA PENUMBRA

NO VAGAR DA PENUMBRA

PACTO DE SANGUE

Fevereiro 27, 2012

J.J. Faria Santos

Estamos longe, muito longe do naturalismo da ficção televisiva, das suas convenções estereotipadas. Não há famílias de classe média com empregadas fardadas e fruta tropical ao pequeno-almoço, nem esforçados agregados da classe D, pobrezinhos e respeitadores, enfrentando a injustiça e a maldade com uma máscara de sofrimento e a revolta açaimada.

Não há em Márcia sombra de pieguice ou qualquer forma de paralisia face à desgraça. Toda a sua força é investida na reacção. Um problema nunca instala a desordem no seio familiar, pura e simplesmente porque a disfuncionalidade já lá está. Gerir o caos está no ADN desta matriarca, subitamente confrontada com um fantasma do passado, reencarnado noutro papel. Rita Blanco é superlativa num desempenho subtil em registo underacting, quando seria tão fácil adicionar excesso ao conflito emocional.

Mas a acção, por mais impactante que seja, não livra ninguém de renúncia. Por isso, Ivete  (Anabela Moreira, na plena posse dos seus enormes recursos dramáticos)  acaba por trocar o seu sonho de upgrade estético pela necessidade de ajudar o sobrinho, numa jogada de alto risco que implica a disponibilização do seu corpo, num sacrifício violento que só uma outra forma de violência pode redimir.

Sangue do Meu Sangue, de João Canijo, é uma espécie de reality show desprovido de artificialismo, uma espécie de “vida tal qual ela é” em que toda a gente preferia que “ela não fosse assim”. Só que em vez da lamúria, temos a afronta; em vez do induzido exibicionismo gratuito temos brutais respostas de vidas em perda. Sem regras e sem lei, excepto a da preservação do amor incondicional.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D