NO VAGAR DA PENUMBRA
02 de Setembro de 2015

Em Logical Song, tema da banda inglesa Supertramp, cantava-se a dada altura: Now watch what you say or they'll be calling you a radical / Liberal, fanatical, criminal. Estes adjectivos não são passíveis de serem aplicados a Donald Trump. Há no seu discurso demasiado voluntarismo, demasiada bazófia, demasiado populismo improvisado para compor uma agenda radical coerente. Mário Vargas Llosa, num artigo que o Expresso editou em meados do mês passado, mimoseou-o com epítetos como “palhaço endinheirado” e “tolo irrecuperável”, e agrupou-o na categoria dos “imbecis racistas”.

 

Um artigo de Michael Scherer na Time nota que apoiar Trump em 2015 é um sinal de oposição à ordem estabelecida, à horda de políticos descredibilizados, mas cita estudos de opinião que revelam que o candidato tem um problema de credibilidade: mais de metade dos americanos não lhe reconhecem qualidades para o cargo que pretende exercer. Scherer defende que no fundo ele “é um pragmático, não um ideólogo”, capaz de ser moderado e até contrariar o mainstream republicano, como no caso da rejeição de cortes na Segurança Social e no programa Medicare.

 

O grande problema é o simplismo, ou mesmo a absoluta vacuidade, das suas propostas, já para não falar da retórica ofensiva e mesmo factualmente errada. Há no seu discurso, como dizem os americanos, a lot of bullshit. É como se Donald, que tem nome de personagem da Disney com queda para a acumulação de capital, se visse como um super-herói que saltasse das páginas de banda desenhada, ou de um ecrã de cinema, e obtivesse um reconhecimento instantâneo da bondade das suas intenções e da indiscutibilidade das suas competências. Que na espécie de casting que constituem as primárias republicanas ele ocupe de momento o primeiro lugar, diz, provavelmente, mais sobre o estado do partido que sobre as expectativas do americano médio.

publicado por J.J. Faria Santos às 19:48 link do post
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Uma clarificação em resposta a interpelação do lei...
Bom dia, Mas do que li pelo menos das citações que...
blogs SAPO