NO VAGAR DA PENUMBRA
21 de Outubro de 2015

A direita está em estado de choque. E perdeu a cabeça. Carlos Carreiras diz que António Costa “não tem honra nem palavra”. Maria de Fátima Bonifácio escreveu que o líder socialista “não tem carácter, não é homem de palavra, não olha a meios”. Henrique Raposo diz que Costa será recordado “como um homem pequenino e imbecil”. Já para Rui Ramos, concretizando-se a “golpada”, “a direita terá de vir para as redes sociais e para a rua”. Este apelo à tomada da rua formulado pelo historiador parece-me ter um ressonância algo “PRECiana”… (Olhe os mercados, Dr. Rui Ramos… O que diriam os mercados desta movimentação tectónica da direita portuguesa em deriva revanchista?)

 

Nunca terá passado pela cabeças luminosas dos dirigentes do PSD que o PS se pudesse entender com os partidos à sua esquerda. Será assim? Olhe que não, caro leitor, olhe que não!
Jorge Moreira da Silva em 27 de Setembro: “Estão a ver o vice-primeiro-ministro Jerónimo de Sousa meter-se num avião para ir a Washington negociar com o vice-presidente Joe Biden para pedir mais investimento para Portugal? Estão a ver a vice-primeira-ministra Catarina Martins a fazer o mesmo?".
Passo Coelho em campanha, na cidade de Viseu: “Queremos enquanto é tempo chamar a atenção dos portugueses para aquilo que pode acontecer se a nossa maioria não estiver no parlamento. O que se prepara no dia seguinte é um Governo que não respeitará a vontade maioritária dos portugueses nas eleições.”
O líder da coligação sintetizava assim o que poderia se dito pelos seus opositores: “Não pensem os senhores que lá porque ganham as eleições vão governar, porque nós podemos, se os senhores não tiverem maioria, arranjar uma maneira de nos juntarmos todos e fazermos um Governo diferente daquele que os portugueses decidiram escolher nas eleições".

 

António Costa pronunciava-se em 2009 contra os “jogos partidários” e defendia que quem ganha eleições deve governar? Certo. Mas, em 2011, Paulo Portas sustentava que, para a formação do Governo, era mais determinante que a direita tivesse a maioria do que uma eventual vitória do PS. “Um verdadeiro golpe de Estado”, como diria Manuela Ferreira Leite com a eloquência imaculada de um colar de pérolas.

 

E que dizer da “provocative” entrevista de Bagão Félix, dada ao jornal I em Março de 2011, em boa hora ressuscitada? Para remover Sócrates, Bagão sugeria um “governo PSD, PP, PCP”. “O PCP é muito respeitador, institucionalista”, dizia ele. Mostrava-se adepto da atribuição aos comunistas de uma “pasta social ou do trabalho” e sentenciava: “Precisamos de abrir o horizonte teórico das soluções. Sendo absolutamente não comunista, respeito o actual PCP e não o ponho no gueto”.

 

A direita está em estado de choque. Mas não só a direita, ou a direita política. Maria João Avillez e Miguel Sousa Tavares coincidem em atribuir a António Costa o cognome de “usurpador”. D. Manuel Clemente acha “mais natural” um acordo entre o PSD, o PP e o PS. (Sabemos bem como a Igreja aprecia as coisas naturais…Este acordo estilo bebé-proveta deve ter, aos seus eclesiásticos olhos, um aspecto contra-natura). Também a esmagadora maioria da opinião publicada, dos diários de referência ao semanário do regime, passando pelos jornais económicos e pelo tablóide da nação, ensaia exorcismos ao acordo demoníaco das esquerdas. Senadores e senadoras desfilam pelos canais de informação exibindo estupefacção. A par do regresso de Nelo e Idália, esta é a sitcom do momento. O radicalismo de Passos, que Portas, por convicção ou oportunismo político, tentou mas não conseguiu mitigar, abriu uma via rápida de diálogo à esquerda.

publicado por J.J. Faria Santos às 19:54 link do post
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Uma clarificação em resposta a interpelação do lei...
Bom dia, Mas do que li pelo menos das citações que...
blogs SAPO