NO VAGAR DA PENUMBRA
03 de Janeiro de 2017

campanha_apav_noivas_02.jpgOs últimos dados disponíveis indicam que, em 2015, em Portugal, foram apresentadas, em média, três queixas de violência doméstica por hora. Em 68% das situações ocorreu violência física, em 82% violência psicológica e em 3% violência de cariz sexual. Em 38% dos casos, a agressão sofrida pelas mulheres revestiu-se cumulativamente de um carácter físico e psicológico. 29 mulheres perderam a vida em consequência de violência doméstica durante o ano de 2015, um valor ainda assim abaixo das 43 contabilizadas em 2014. Fraco consolo.

 

Em França, François Hollande acabou de conceder um perdão a uma mulher, Jacqueline Sauvage, que em 2014 tinha sido condenada a dez anos de prisão após ter atingido mortalmente com três tiros o seu marido, depois de 47 anos de abuso físico e mental, que, inclusivamente, se estendeu aos filhos. Um deles, Pascal, tinha-se suicidado na véspera, embora na altura em que disparou contra Norbert Marot Jacqueline não soubesse. De acordo com o relato de Nicholas Vinocur no site da Politico, na altura da condenação grupos de activistas estimaram que cerca de 200 000 mulheres sofriam de violência doméstica em França, mas apenas 10% apresentavam queixa. Mais de 100 mulheres por ano morrem em França às mãos dos seus parceiros; na situação inversa, cerca de 25 homens sucumbem à fúria das suas cônjuges. Vinocur nota que nas situações como a protagonizada por Jacqueline Sauvage, raramente os tribunais aceitam a tese da autodefesa, por não considerarem que a resposta à agressão respeita o critério da proporcionalidade. A decisão de Hollande foi saudada quase por unanimidade. Os franceses compreendem a fúria da Sra.Sauvage contra o intratável, grosseiro e verdadeiramente selvagem Sr.Marot. A proporcionalidade é sobrevalorizada face a quase meio século de inferno matrimonial.

publicado por J.J. Faria Santos às 20:20 link do post
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Uma clarificação em resposta a interpelação do lei...
Bom dia, Mas do que li pelo menos das citações que...
blogs SAPO