NO VAGAR DA PENUMBRA
05 de Abril de 2016

Portrait-Photo-Dog-with-pipe-in-its-mouth-.jpg                                           Fonte:Vintage Printable

 

Para celebrar condignamente os 40 anos da Constituição da República Portuguesa, nomeadamente essa conquista inestimável que é a garantia da liberdade de imprensa (prevista no artigo 38º), nada se me afigura mais justo do que homenagear o grande diário de Portugal: o Correio da Manhã. Outros prosseguem com algum sucesso o desígnio de formar e informar, mas nenhum concorrente combina com imparável determinação, intransigente acutilância e intratável independência o sucesso comercial com o rigor e a pertinência dos factos relatados.

 

Versátil e abrangente, o jornal combina os apelos à luxúria (fotografias sugestivas e um extenso lote de anúncios classificados) com a distribuição de brochuras com orações; persegue sem descanso os poderosos e os que se julgam impunes, do ex-primeiro-ministro com gastos exorbitantes ao padre que adquiriu um Porsche; apoia sem fraquejar as forças da ordem, e faz coro com o povo porque o populismo é o nome que os invejosos dão à popularidade. E mais importante do que tudo isto: em todas as suas plataformas (imprensa escrita, TV, Internet) o Correio da Manhã é o braço armado da Justiça portuguesa, o orgão que vela para que os criminosos não fiquem impunes, quer divulgando partes dos processos judiciais ou revelando escutas telefónicas em prime time, quer actuando ao nível do próprio processo pedindo a constituição de arguidos. O Correio da Manhã é a instância de recurso do povo.

 

Mas como o seu core business é o jornalismo, seria lamentável não só omitir como também não sublinhar enfaticamente a extraordinária noção de informação total que preside ao seu critério editorial. Como exemplo lapidar, escolhi a secção do site da Internet denominada CM ao minuto. Os exemplos que se seguem, uma amostra muito limitada referente apenas a dois dias, mostram que nenhum episódio da série da nossa vida neste mundo global escapa à redacção do diário: da magna questão da violência do flato à mulher desesperada pela abstinência sexual forçada, passando pelo bebé pacifista e pela cabra enredada em risco de electrocussão.

 

 

1.04.2016

 

  • 08:31 Assassina mulher com ácido por negar sexo
  • 08:48 Soldado da ONU suspeito de obrigar crianças a sexo com cão
  • 09:49 Faz sessão fotográfica com a filha que matou
  • 09:53 Polícia aconselha mulher a desistir de queixa em caso de flatulência
  • 10:59 Bebé faz símbolo da paz em ecografia
  • 12:59 Cão finge morte para não regressar a casa
  • 15:14 Rojo apanhado a fumar
  • 16:09 Tenta matar à facada ao saber de novo amor

 

2.04.2016

 

  • 01:30 Cabra fica presa em fio de electricidade
  • 01:45 Atira a matar no metro porque queria fumar
  • 02:30Jovem discute consigo mesmo em noite de copos
  • 03:30 Macaco atrevido faz pose para fotografias
  • 14:59 Baleado enquanto filmava para o Facebook
  • 16:24 Jovens em roupa interior apoiam Trump
  • 17:04 Virgem coloca cartaz para encontrar marido

 

publicado por J.J. Faria Santos às 20:06 link do post
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Uma clarificação em resposta a interpelação do lei...
Bom dia, Mas do que li pelo menos das citações que...
blogs SAPO